loading...

Conhecida a programação que marca os cinco anos da tragédia da Boate Kiss

Conhecida a programação que marca os cinco anos da tragédia da Boate Kiss

Foi definida a programação de homenagens que serão realizadas nos dias 25, 26 e 27 de janeiro, sendo essa última a data que marca os cinco anos da tragédia na Boate Kiss, em Santa Maria (RS). Em 27 de janeiro de 2013, o incêndio vitimou 242 pessoas e deixou mais de 600 feridos na casa noturna da Rua dos Andradas, no centro do município gaúcho.

Quinta, 25

A programação começa no dia 25 de janeiro, às 19h30, no Theatro Treze de Maio (Praça Saldanha Marinho), com o lançamento do livro “Todo Dia a Mesma Noite”, da jornalista Daniela Arbex, que relembra e homenageia os 242 mortos no incêndio da Boate Kiss, ocorrido em janeiro de 2013.

Daniela é repórter especial do jornal Tribuna de Minas há 22 anos. Ela recebeu mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, estreou na literatura com “Holocausto brasileiro” e, em seguida, lançou “Cova 312”. Com os livros, ganhou dois prêmios Jabuti. Recentemente, virou documentarista, e seu filme “Holocausto brasileiro” ganhou as telas da HBO em 40 países.

Em dois anos de trabalho, Daniela mergulhou na rotina de famílias que viram sua vida mudar completamente. A construção do livro é classificada por ela como “a maior experiência da carreira”. Ela promete “o outro lado de uma história que julgávamos conhecer”.

O livro da Editora Intrínseca já está em pré-venda nas principais livrarias online do país e estará disponível a partir de 19 de janeiro, com preço sugerido de R$ 39,90 para a edição impressa e de R$ 19,90 para o e-book. Saiba mais em https://www.intrinseca.com.br/livro/804/.

Informações sobre o evento com Rose Carneiro, da Chili Produções Culturais, pelo e-mail rose@chilism.com.br ou pelo telefone (55) 9917-84518.

Sexta, 26

A programação prossegue no dia 26, às 20h30, com a apresentação, na Praça Saldanha Marinho, no centro de Santa Maria, do documentário “Depois Daquele Dia”, de Luciane Treulieb, irmã de João Aloísio Treulieb, vítima da tragédia. A produção é da TV OVO, associação sem fins lucrativos que ocupa espaço importante na formação audiovisual de jovens, na produção de vídeos comunitários e de curtas-metragens e no registro da memória santa-mariense. O documentário faz refletir sobre os impactos e os aprendizados que a tragédia trouxe para a cidade e para a própria Luciane.

Logo depois, às 21h30, familiares de vítimas farão uma caminhada iluminada por velas, da Praça Saldanha Marinho até o imóvel em que funcionava a boate, na Rua dos Andradas. A partir das 22h45, haverá cânticos e orações e, em seguida, à meia-noite, será realizada uma vigília em frente ao prédio da boate.

Antes disso, nesta quarta-feira, 17 de janeiro, haverá vigília de familiares na tenda da Praça Saldanha Marinho, das 9h às 18h. Nesse dia, ocorrerá arrecadação de velas para a atividade do dia 26.

Sábado, 27

No dia 27 de janeiro, a programação se inicia às 9h, no Salão Azul do Conjunto I do Centro Universitário Franciscano (Unifra) (Rua dos Andradas, 1.614, Centro), onde será lançado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento do Rio Grande do Sul (IAB-RS) o concurso público de projetos arquitetônicos para a construção do Memorial às Vítimas da Kiss e será aberto o período para inscrições dos arquitetos e escritórios interessados em participar.

A previsão é que a entrega dos projetos, por meio do site do concurso, seja feita no dia 2 de abril. As propostas serão avaliadas por uma comissão julgadora composta de cinco arquitetos (dois do Rio Grande do Sul, dois de outros estados do Brasil e um do exterior). O julgamento será feito de forma sigilosa, sem que os julgadores saibam de quem são as propostas. A expectativa é que o vencedor do concurso seja conhecido em 10 de abril e que a assinatura do contrato com vencedor seja feita em 24 do mesmo mês, quando deverá ser dado início à elaboração dos projetos executivos e de toda a tramitação burocrática junto aos órgãos competentes.

No mesmo local, às 10h, será realizada a apresentação com o tema “Cinco anos de busca por Justiça”, com o diretor jurídico da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Paulo Carvalho. Ele dará um panorama dos processos judiciais ligados à tragédia bem como falará sobre a luta pela federalização da ação principal junto à Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília.

Paulo também irá tratar sobre os encaminhamentos à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos (CIDH), da Organização dos Estados Americanos (OEA), pedindo a punição do Estado brasileiro por omissão, negligência e descumprimento da lei no caso Kiss. Logo depois, será feita uma apresentação sobre a luta da AVTSM em relação à prevenção de incêndio nesses cinco anos.

À tarde, às 17h20, será realizada a abertura dos eventos na Praça Saldanha Marinho. No início, um corneteiro da 3ª Divisão de Exército (3ª DE) fará uma homenagem às vítimas da tragédia, com “O Toque de Silêncio (também conhecido como Taps)”.

Em seguida, ocorrerão quatro rápidos eventos abertos ao público em geral: às 17h30, a jornalista Daniela Arbex falará sobre seu livro “Todo Dia a Mesma Noite”; às 17h40, o IAB/RS faz uma rápida apresentação sobre o concurso público de projetos arquitetônicos para a construção do Memorial às Vítimas da Kiss; às 18h, um representante da Organização das Nações Unidas (ONU) falará sobre a participação da entidade na construção do Memorial; e às 18h20, o diretor jurídico da AVTSM, Paulo Carvalho, e o advogado da AVTSM, Pedro Barcellos Jr., abordarão as violações dos direitos humanos pelo Estado brasileiro, em especial no caso Kiss.

Às 18h50 do dia 27, haverá homenagens do Coral Illumina, do cantor Beto Pires, da Moça dos Gestos e da Royale Escola de Dança. Às 19h45, o presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Sergio da Silva, falará aos presentes, acompanhado de autoridades. Na sequência, às 19h50, será realizado um culto ecumênico, com representantes de diferentes religiões.

Para as 20h30, está marcado o toque de sinos para lembrar as vítimas da tragédia.  Ao final, das 20h35 às 21h, haverá a soltura de balões por familiares de vítimas, seguida pelo toque de corneta por um integrante da Base Aérea de Santa Maria e pela cantora Deborah Rosa, de Santa Maria.

A programação está sendo organizada pela AVTSM e pela prefeitura municipal, com objetivo de honrar a memória das vítimas da tragédia da Kiss. Pelo compromisso social, também pretende sensibilizar e envolver a comunidade santa-mariense e atentar para que tragédias assim nunca mais ocorram.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Conteúdo: Luis Roese
Foto: Top Sul Notícias / Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *