loading...

ATU inicia testes com aplicativo que informa usuários sobre tempo de espera do ônibus

ATU inicia testes com aplicativo que informa usuários sobre tempo de espera do ônibus

Em abril de 2017, quando autorizou o reajuste na tarifa do transporte público, o prefeito Jorge Pozzobom elencou uma série de exigências às empresas prestadoras do serviço em Santa Maria. Dentre elas, a possibilidade dos estudantes realizarem pré-cadastro, via internet, para a compra de passagens, medida esta já implantada pela Associação dos Transportadores Urbanos de Santa Maria (ATU). Outra obrigação cobrada pelo chefe do Executivo foi a informatização do sistema de transporte, a partir da instalação de GPS nos ônibus para que os usuários possam, futuramente, acessar informações sobre horários, linhas e itinerários por meio de aplicativos em smartphones.

Para que isso seja possível, nesta semana, a primeira etapa do processo começou a ser implantada, de forma experimental, em dez ônibus da Gabardo Transportes – uma das cinco empresas que compõem o Sistema Integrado Municipal (SIM). Na manhã desta quarta-feira (10), a iniciativa foi apresentada à secretária de Mobilidade Urbana, Sandra Rebelato, pelo presidente da empresa responsável pelo projeto-piloto, a I3 Tecnologia, Cristiano Silveira dos Santos. Também participaram do encontro o presidente do SIM-SM, Victor Saccol, e o presidente da ATU, Luiz Fernando Maffini.

“Foi uma reunião muito produtiva e pudemos conhecer como será esse sistema que vai dar condições do usuário ter autonomia em relação ao transporte público. Esta é uma exigência do prefeito Jorge Pozzobom e estamos trabalhando para aplicar este serviço que vai beneficiar e muito o usuário em Santa Maria”, afirmou Sandra.

De acordo com Cristiano, os aparelhos de geolocalização começaram a ser instalados nos veículos na última segunda-feira (08). Os equipamentos funcionam com GPS e possibilitam o rastreamento dos ônibus durante o percurso, além de fornecer outras informações como tempo de deslocamento, condições de tráfego, engarrafamentos e precisão do horário de chegada aos pontos de embarque e desembarque.

“É uma forma de tornar o sistema de transporte público mais eficiente e transparente. Futuramente, as informações coletadas agora pelo sistema de monitoramento vão nos dar condições de implantar um aplicativo, que já está sendo finalizado, para que o usuário possa ter todas as informações na palma da mão, a partir de um aparelho celular”, explicou o diretor da I3 Tecnologia.

Além das informações em tempo real, o sistema desenvolvido pela I3 Tecnologia também vai oferecer um “botão de pânico”, permitindo que o condutor do ônibus possa, ao acioná-lo, alertar uma central e as forças de segurança em caso de assaltos, por exemplo.

“Neste momento estamos buscando qualificar e aprimorar o serviço de transporte coletivo em Santa Maria. Na nossa relação com o prefeito Jorge Pozzobom, ficou estabelecido, por meio de decreto, as melhorias que devemos fazer para que o usuário tenha, em Santa Maria, um transporte público mais eficiente”, garantiu Luiz Fernando Maffini.

BENEFÍCIOS PARA O USUÁRIO DO TRANSPORTE COLETIVO

Ainda segundo o diretor da I3 Tecnologia, o sistema de monitoramento dos veículos do transporte público vai possibilitar vantagens aos usuários.

“Na questão da segurança, a população vai ficar menos tempo nos pontos de ônibus, uma vez que será possível saber, por meio do aplicativo, em quanto tempo o coletivo vai passar por determinado ponto de embarque. Os trabalhadores também terão a vantagem de saber se o ônibus que o levará de volta para casa está no horário ou atrasado, diminuindo seu tempo de espera na parada”, conclui.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Texto: Ana Bittencourt (Mtb 14.265)
Foto: Deise Fachin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *