Em 2017, 9.812 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram cassadas no Rio Grande do Sul. O número, segundo o Detran/RS, é 13 vezes maior do que há cinco anos, quando começou a aplicar a penalidade de cassação do direito de dirigir, em 2013.

A maioria dos casos (94%) foi de motoristas flagrados dirigindo com a CNH suspensa. Outros 6% apresentaram reincidência em infrações específicas, ou seja, foram flagrados na mesma infração grave no período de 12 meses.

Para recuperar o direito de dirigir, os motoristas devem ficar dois anos sem habilitação, fazer curso e prova de reciclagem, exame médico e psicológico, além da prova prática. Atualmente, o Estado tem 81,2 mil motoristas com direito de dirigir suspenso e 27,3 mil condutores com CNHs cassadas.

Central de Jornalismo

Texto: Mariana Goldmeier Tochetto/Ascom Detran RS

Edição: Sílvia Lago/Secom

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA