ASSASSINATO

Santa Maria registrou mais um homicídio. O crime ocorreu às 20h desta quinta-feira (5). A vítima foi identificada como  Robson Kauê de Almeida Lima, de 26 anos, com passagens pela Polícia. De acordo com a Brigada Militar, Robson estava em casa, na localidade do Alto das Palmeiras, no Distrito de São Valentim, quando um homem apareceu no portão solicitando uma chave de roda emprestada. Em ato contínuo, o indivíduo sacou um revólver e efetuou três disparos de arma de fogo contra a vítima, que chegou a ser socorrida com vida e encaminhada ao Hospital Universitário de Santa Maria (Hums), para atendimento, mas não resistiu e morreu. O caso será investigado pela Polícia Civil.

CARRO INCENDIADO

Um carro foi abandonado e incendiado no início da madrugada de hoje (6), na Rua Adelmo Genro Filho, na ocupação da Lorenzi. De acordo com a Brigada Militar (BM), três indivíduos teriam sido vistos, ateando fogo no veículo e fugindo, em seguida. Durante as diligências, a Polícia descobriu que o carro, um Peugeot de cor prata com placas de Rio Pardo, era clonado e, possivelmente, pode ter sido utilizado em ações criminosas em Santa Maria ou na região. A Polícia Civil investiga o caso.

GREVE POLÍCIA CIVIL I

Os agentes da Polícia Civil decidiram declarar greve a partir da próxima segunda-feira. A ação foi tomada após assembleia geral realizada nesta quinta-feira, em Porto Alegre. A paralisação, conforme Ugeirm e Asdep, será mantida até que o governo Sartori integralize os salários dos servidores da Corporação. Um novo encontro foi convocado para a quarta-feira para avaliar as ações do movimento. Durante a assembleia, o diretor da Ugeirm, Cláudio Wohlfahrt, comentou o encontro dos representantes sindicais com a cúpula do governo estadual, no Palácio Piratini. Ele salientou que as duas principais exigências da categoria não foram atendidas, o fim definitivo dos parcelamentos e a efetivação das promoções atrasadas.

GREVE POLÍCIA CIVIL II

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) do governo do Rio Grande do Sul se manifestou, na noite desta quinta-feira, sobre a greve declarada por agentes da Polícia Civil. A entidade salientou que o Supremo Tribunal Federal (STF) já manifestou ser ilegal a paralisação de profissionais do setor. Conforme nota oficial da SSP, “a segurança pública é um direito fundamental e um serviço essencial. Desta forma, a população não pode ficar desassistida em virtude da paralisação de profissionais desta área”.

MORTO NA BAHIA

Na última terça-feira (03), o santa-mariense identificado como Júlio César de Almeida Dutra, de 37 anos, foi encontrado morto em um despenhadeiro na localidade de Porto de Cima, na região turística baiana do Morro de São Paulo, no município de Cairú, na Bahia. Conforme a Polícia Civil, a vítima, que era estudante universitário, estava desaparecida há 13 dias. Júlio César estava hospedado em um hotel de Morro de São Paulo. Ainda conforme a polícia, o corpo da vítima foi levado para o município de Valença, onde passa por perícia e somente depois poderá ser identificada a causa da morte. Em novembro de 2016 dois turistas morreram na região de Morro. Um argentino que morava na região e uma italiana que foi assassinada.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Com informações do site Santa Maria 24 Horas
Foto: Reprodução

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA