O 2º Núcleo do CPERS/Sindicato realizou uma caminhada luminosa pelas ruas centrais de Santa Maria, no início da noite desta terça-feira (3). O evento foi marcado pelo enterro simbólico das políticas públicas, com os educadores carregando um pequeno caixão durante todo o trajeto da passeata.

A maioria dos educadores participou do ato segurando velas ou vestindo preto. Alguns ainda levaram faixas e cartazes contra o governo do Estado.

O diretor geral do 2º Núcleo, Rafael Torres, critica o tratamento dispensado pelo governo Sartori às categorias vinculadas ao Executivo estadual.

“O cobertor é curto sempre do mesmo lado e só tem crise para o Executivo. O Legislativo e Judiciário recebem sempre em dia”, aponta Torres.

A greve dos educadores teve início em 5 de setembro e não tem prazo para ser finalizada. A tendência é de que o movimento ganhe adesão de outras categorias.

Nesta terça (3), teve início a greve, por tempo indeterminado, dos trabalhadores da Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs). Já na quinta-feira (5), às 14h, os policiais civis se reúnem no Palácio da Polícia, em Porto Alegre, para discutir a deflagração imediata de greve.

Caminhada luminosa atravessando a Rua Venâncio Aires. Foto Maiquel Rosauro

Ato simbólico que marcou o enterro das políticas públicas. Foto Maiquel Rosauro

Final do ato na Praça Saldanha Marinho. Foto Maiquel Rosauro

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Conteúdo: Maiquel Rosauro, Jornalista (MTB/RS 13334)
Assessor de imprensa
2º Núcleo do CPERS/Sindicato

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA