O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, afirmou nesta segunda-feira, em pronunciamento no Palácio Piratini, que, devido ao agravamento da crise financeira do Estado, que no próximo mês os servidores que ganham menos serão os primeiros a receber o salário. Além disso, Sartori disse que ele, o vice-governador e os secretários serão os últimos a receber os vencimentos.

“Quero comunicar que, depois de uma avaliação jurídica, vamos começar a pagar primeiro os servidores que ganham menos. Além de outras medidas que tomamos, anunciou que eu (governador), o vice-governador e os secretários serão os últimos a receber seus salários”, explicou Sartori.

Sartori destacou que o governo do Estado tem sido alvo de muitas ações por dano moral, o que dificulta ainda mais o pagamento dos salários de servidores em dia. “Nós tivemos muitas ações judiciais que nos impediram de cumprir os compromissos. Nós teremos novas situações e por isso gostaria de fazer um apelo à Assembleia Legislativa para que retome as votações dos projetos. Agora precisamos dela mais do que nunca”, ressaltou.

Plano de Recuperação Fiscal 

Sartori também anunciou os próximos passos do governo em relação ao regime de recuperação fiscal. “Posso afirmar que nos próximos dias vamos apresentar na Assembleia Legislativa (AL) uma proposta de adesão. Precisamos entregar isso na semana que vem para o governo federal e para isso dependemos da aprovação da Casa”, reiterou.

O governador gaúcho avisou que as pautas que ainda estão em análise na AL são mais importantes do que a próxima eleição. “Nós precisamos encará-las (pautas) e não é hora de pensar nas próximas eleições. Vou continuar fazendo aquilo que precisa ser feito para o equilíbrio financeiro do Rio Grande do Sul. A omissão de hoje pode nos custar muito no futuro”, acrescentou.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Conteúdo: com informações da Rádio Guaíba
Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA