Uma cadela foi encontrada dentro de um saco com as patas quebradas no início da noite de terça (12), no Bairro Chácara das Flores, em Santa Maria. Ela foi resgatada pelos Bombeiros e encaminhada para o Hospital Veterinário da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Seu estado de saúde é grave.

Conforme a médica veterinária Marlene Nascimento, foi constatado que seria necessário amputar três patas ou optar por uma eutanásia.

“Como é praticamente impossível manter um cão com apenas três patas, desisti de mandar fazer a amputação, adiei a eutanásia, e estou à espera do milagre de conseguir recuperar pelo menos duas patinhas para que ela possa voltar a andar”, afirmou a profissional em publicação no Facebook.

Acredita-se que a cadela estava amamentando, pois as mamas estavam cheias de leite. Contudo, não há informações a respeito dos prováveis filhotes.

Marlene batizou a cadela de Linda e, indignada com a crueldade, postou um desabafo em seu perfil na rede social. Confira:

Linda, mais uma vítima da crueldade humana – por Marlene Nascimento

Linda foi socorrida pelos Bombeiros, e pela Guarda Municipal, ela foi jogada fora dentro de um saco, e os gritos dela chamaram a atenção de uma senhora que prontamente tomou uma atitude e pediu ajuda. Ela foi levada na UFSM por uma amiga, para confirmar o diagnóstico que eu já tinha suspeitado, o caso dela seria de amputação das três patas ou eutanásia. Como é praticamente impossível manter um cão com apenas três patas, desisti de mandar fazer a amputação, adiei a eutanásia, e estou à espera do milagre de conseguir recuperar pelo menos duas patinhas para que ela possa voltar a andar.

O caso é seríssimo, está sem irrigação nas patinhas, pois foram dilaceradas, foi uma decisão difícil, mas não consigo não ter esperanças, e quero tentar. Se a eutanásia for feita, pelo menos ela vai receber muito amor e saber que nem todos os seres humanos são cruéis como aquele a que abandonou para morrer em sofrimento. Batizei ela de Linda porque quero que daqui para a frente a vida dela seja uma linda vida e cheia de amor.

Coloquei a foto dela como chegou, e pedi um segundo diagnóstico para que não aconteça como o caso do cão que foi queimado e que morreu na mesma noite que chegou e algumas pessoas insinuaram que fiz eutanásia optando pelo menor esforço, coisa que não é de minha índole.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Conteúdo: Maiquel Ropssauro / Site Claudemir Pereira

7 COMENTÁRIOS

  1. Envergonhado diante o reino animal por essa humanidade irracional e patética, onde muitos se fazem dignos de amor, mas são incapazes de amar os indefesos e verdadeiramente cheios de amor…

  2. Se ela sobreviver, quero ficar com a Linda! Será que com uma cadeirinha de rodas apropriada não daria pra viver com uma só patinha?

  3. olha, na boa ja vi caes sem duas ou tres patas levar uma vida normal, claro que com alguns cuidados. definitivamente sacrificar a cadela por uma amputação é um erro grotesco!

  4. Nao faça eutanásia
    Sempre ha uma saída: ainda q seja necessário uma cadeira de rodas uma prótese p uma pata pois com duas ela consegue andar..eu consegui restaurar uma pata totalmente dilacerada c fratura exposta e exposta vet tbm quis amputar eu me recusei e levei 65 dias p q ela voltasse a andar e hj está reconstituída e feliz
    Insista e a deixe viver👐

  5. já presenciei casos gravissimos em q doutores achavam q seria melhor sacrificar , nunca aceitei essa sugestao , vç teria coragem de fazer isso com pai , mae , filho , ou com vç mesmo??tire segundas opinioes , n foi por acaso q cruzou em seu caminho , ela veio até vç , pq tinha de ser vç para ajuda la , vç é q será a diferença na vida dela , tem possibilidades de se viver co duas ou tres patas sim , existem cadeiras , meios prá isso , n vá caindo na primeira conversa q te dizem só pq está com o emocional fragilizado, vç vai conseguir salva la , n desista, oro por vçs , e boa sorte.

DEIXE UMA RESPOSTA