No próximo dia 21 de setembro, a Prefeitura Municipal lançará, novamente, a licitação que busca contratar empresa para consertar três panelas industriais do Restaurante Popular Dom Ivo Lorscheiter. No primeiro edital, no dia 29 de agosto, não houve empresas interessadas. O valor para o conserto segue o mesmo: R$ 25.980. Também da Secretaria de Desenvolvimento Social, uma outra licitação, que será aberta no dia 14 de setembro, busca aquisição de materiais de cozinha para o estabelecimento. As duas licitações são passos importantes e necessários dados pela Administração Municipal para a reabertura do restaurante.

CONSERTO DE PANELAS

Às 10h do dia 21 de setembro, a Prefeitura realizará licitação na modalidade Tomada de Preços para contratação, pelo regime de execução indireta, do tipo “menor preço”, com fornecimento de material e mão de obra, referente à revisão e conserto de três panelas industriais do Restaurante Popular. Esta é a segunda licitação aberta pelo Município com objetivo de contratar este serviço.

Conforme a Secretaria de Desenvolvimento Social, o valor segue o mesmo: R$ 25.980. Segundo o titular da pasta, João Chaves, a expectativa é que haja interessados, pois além da reabertura de novo prazo, as empresas já demonstraram interesse em participar do certame:

“Já refizemos o documento e encaminhamos. Temos certeza que, desta vez, teremos empresas interessadas, já que há mais tempo para entrega de documentação”.

COMPRA DE MATERIAL

Com o objetivo de adquirir material permanente de copa e cozinha para modernização e reabertura do restaurante, o Município também lançou licitação para a compra de 15 itens necessários ao funcionamento do estabelecimento. O Pregão Eletrônico ocorrerá no dia 14 de setembro, às 9h.

Entre os equipamentos que devem ser adquiridos estão: balança de plataforma digital, ventiladores de parede, freezer, forno, mesa auxiliar, entre outros itens.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Texto: Maurício Araujo (Mtb 17.781)
Foto: João Alves

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA