O advogado Jonas Stecca enviou nota à imprensa informando que, Santo de Jesus Bráz da Silva, de 52 anos, administrador do Criadouro São Bráz, no Distrito de Boca do Monte, não foi vítima de tentativa de homicídio, mas de uma tentativa de roubo.

O fato ocorreu na madrugada de domingo (6), quando, relata o advogado, Bráz foi abordado pelo indivíduo identificado como Humberto Maximino Sarturi, que responde pela alcunha de “Bugiu”. defendido pelo advogado Jonas Stecca. Segundo o defensor,  “o fato foi registrado como roubo, no entanto nenhum bem da sedizente vítima foi levado e nem o bem de maior valor, o seu veículo, este foi deixado no local”.

Administrador do Criadouro São Bráz é vítima de tentativa de homicídio

A nota enviada à imprensa também relata que “ao contrário do informado por alguns veículos de comunicação e algumas páginas de redes sociais, o Sr. Umberto não registra qualquer antecedente criminal… sendo tal episódio fato absolutamente isolado em sua
vida e cujo mérito será analisado em momento oportuno no foro competente”.

O advogado Stecca reforça que o registro de ocorrência policial e toda a espetacularização promovida em seu entorno nitidamente possui um único objetivo, que é o de denegrir a imagem de um homem digno e honesto, que em verdade é a grande vítima de uma exposição midiática desproporcional”.

O caso está sendo investigado pelo delegado de Polícia Civil, Marcelo Arigoni.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi – (MTB 11.110)

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA