A Polícia Civil confirmou no início da tarde desta quarta-feira (19), que o corpo de uma mulher, encontrado na manhã de terça-feira (18), parcialmente enterrado em Itaara, na Localidade de Limeira, trata-se da jovem Taísa Macedo Paula, de 26 anos, de Santa Maria. Conforme noticiou a Rádio Medianeira, ela estava desaparecida desde o dia 12 de junho, quando, segundo familiares, teria saído de casa e não retornou.

Segundo informou o delegado Eduardo Machado, Taísa foi assassinada pelo ex-companheiro, que também é de Santa Maria e não teve a identidade revelada para não atrapalhar as investigações. Ele confessou o crime em depoimento tomado ainda nesta terça-feira. Segundo a Polícia, ele alegou que matou Taísa para se defender.

“Ele nos contou que ambos estavam em Itaara quando houve uma discussão. O autor confesso disse que Taísa, supostamente, teria investido contra ele com um martelo e que para se defender, tomou a ferramenta da jovem e a agrediu na cabeça”, narrou o delegado Machado.

O relato do autor confesso, segundo a autoridade policial, é condizente com o ferimento encontrado na cabeça da jovem. Técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) estiveram no local onde o corpo de Taísa foi encontrado enterrado por populares. A investigação também apurou que o assassinato, que tem contornos passionais, teria ocorrido no dia do desaparecimento da jovem.

Segundo familiares de Taísa a jovem havia terminado o relacionamento com o autor confesso do assassinato dias antes dela desaparecer. O caso foi inicialmente atendido pelo delegado de Itaara, Gabriel Zanella.

Como o autor confesso foi ouvido, inicialmente, como suspeito do crime, ele responderá ao restante do inquérito em liberdade, cabendo à Justiça determinar se ele será preso ou não no decurso das investigações.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Foto: Reprodução / Perfil Pessoal /Facebook

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA