A empresa JBS, de propriedade dos irmãos Joeslei e Wesley Batista, envolvida na Operação Lava Jato, terá que indenizar uma trabalhadora santa-mariense em R$ 12 mil. O acordo já foi homologado pela Justiça do Trabalho em função de uma reclamatória trabalhista.

Segundo informações do advogado Wagner Pompeu, a mulher, após passar por processo seletivo para atuar numa unidade da Seara, subsidiária da JBS, que fica em Forquilhinha (SC), foi dada como aprovada para ocupar vaga de auxiliar de laboratório. No entanto, após três meses de espera, a contratação foi dada como frustrada. Nesse meio tempo, a trabalhadora, por solicitação da empresa, se mudou com urgência para o município catarinense, arcando com despesas de mudança e aluguel de apartamento.

OUÇA A ENTREVISTA COM O ADVOGADO WAGNER POMPEU

Ainda de acordo com o advogado Wagner Pompeu, o valor pago diz respeito à danos morais e materiais, requeridos pela trabalhadora. As informações são do Jornal Regional Águas da Serra. A indenização foi estabelecida mediante acordo entre as partes.

Central de Jornalismo – Fabricio Mnnussi (MTB 11.110)

Foto: Reprodução

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA