Nesta segunda-feira, 19, acontece o júri popular do acusado de matar e enterrar o corpo da companheira em dezembro de 2014, na localidade de São Rafael, interior de São Sepé. O julgamento do réu Fábio Dias Santos começou às 10h, na Câmara de Vereadores.

Na época do crime, o corpo de Enilda Neves da Silva, de 56 anos, que fazia uso de andador para se locomover, foi encontrado enterrado por familiares depois que o desaparecimento dela completava uma semana. O réu morava junto com Enilda. O corpo dela foi localizado ao lado da residência.

Santos é acusado pelo Ministério Público de matar a companheira e enterrar o corpo. O indivíduo permanece preso desde 11 de dezembro de 2014 em decorrência dos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver noticiados na denúncia e ainda levando em consideração que o crime envolve suposta violência doméstica.

O sogro de Enilda (Nilton Rodrigues Dias), pai do réu, também foi acusado de participação no crime. O sogro da vítima chegou a ser preso na época junto com o filho, mas teve liberdade concedida pela justiça no dia 25 de dezembro de 2014. Ele respondia em liberdade quando morreu pouco tempo depois de deixar a prisão.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Com informações e foto de O Sepeense

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA