O compromisso com a Saúde é uma das principais bandeiras da administração do prefeito Jorge Pozzobom. E foi pela atenção à área e pela segurança dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que uma readequação foi promovida no Pronto Atendimento (PA) Infantil do Patronato. Nesta sexta-feira (02), as áreas da Unidade de Saúde que estavam interditadas foram liberadas, depois que o laudo técnico, emitido pela Defesa Civil e que “resolve levantar a interdição”, foi entregue ao chefe do Executivo.

Junto à enfermeira do PA do Patronato, Sandra Hertz, e de outros integrantes da unidade e da Secretaria de Saúde, o prefeito Pozzobom, que é também secretário de Saúde do Município, visitou as duas salas do PA Infantil que passaram pela reforma. As manutenções foram necessárias depois do temporal de 12 de março, quando uma calha foi obstruída, causando alagamentos nas salas e comprometendo a rede elétrica e os móveis do local.

“Demoramos para liberar as salas, pois eu não faria essa liberação enquanto não tivesse a tranquilidade absoluta para isso, pois temos a responsabilidade com os usuários e com quem trabalha aqui. Agora, recebemos o laudo da Defesa Civil e estamos recolocando 10 leitos da Sala de Observação à disposição da comunidade. Estamos encaminhando também uma reforma completa em todo o PA do Patronato para, de maneira concreta, evitar que esses problemas voltem a acontecer”, ressaltou o prefeito.

As salas de Serviço de Enfermagem e de Observação foram interditadas em 13 de março. Desde lá, os atendimentos na área infantil foram remanejados para outros ambientes da Unidade. Conforme a enfermeira do PA, Sandra Hertz, um levantamento das necessidades foi realizado pela Defesa Civil. No local, foram realizadas a revisão da parte elétrica, a manutenção do telhado, a limpeza de calhas e o corte de árvores, além da troca de telhas e pintura. Ainda segundo Sandra, foi realizada a troca dos móveis dos ambientes e reorganizada a disposição do mobiliário.

“A liberação das salas e dos leitos de observação vão amenizar o problema de sobrecarga que temos no PA Infantil. Estamos satisfeitos com esse serviço e com a liberação das salas, já que está chegando o inverno e aumenta a demanda. Mas, precisamos que a população tenha a consciência de que aqui atendemos urgência e emergência, e que as consultas de rotina devem ser encaminhadas para a Atenção Básica”.

Conforme o Superintendente Administrativo-Financeiro da Secretaria de Saúde, Heverton Prates, a reforma feita nas salas do PA Infantil não teve custos extras para o Município, visto que o trabalho estava contemplado no Contrato de Manutenção que está em vigência com a Sulclean. À Prefeitura, coube o investimento de R$ 22.130,00 para a compra dos móveis que precisaram ser trocados nas salas.

REFORMA PARCIAL

Além da reforma no PA Infantil, já teve início também uma adequação do PA Adulto. Conforme Sandra, já foi feita a troca de móveis da Sala de Emergência e da Sala de Observação. Além disso, serão adquiridos novos aparelhos para a Unidade de Saúde.

Além disso, a Prefeitura já deu início à licitação que vai escolher a empresa que fará uma reforma parcial no PA do Patronato e que contemplará, entre outros itens, a troca da cobertura da Unidade de Saúde, bem como algumas aberturas na parte interna. Além disso, serão executadas ações nas paredes, nos revestimentos interno e externo, nas instalações elétricas, nas redes de esgoto cloacal e pluvial dentre outras ações. Também serão instalados novos aparelhos de ar condicionado.

Segundo Sandra, ainda não está definida por qual área começará a reforma. No entanto, a enfermeira ressalta que nenhum serviço será suspenso enquanto a obra estiver sendo executada, sendo feito o remanejamento interno dos atendimentos enquanto as áreas forem passando pelo serviço.

“Não vamos parar os atendimentos, por isso, será um processo mais longo. Mas são adequações necessárias. O que já foi feito no PA Infantil e a reforma que será feita em toda a estrutura são adequações que já contemplam as exigências da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde”, explica Sandra.

No momento, a licitação está na fase de julgamento dos documentos de habilitação das empresas interessadas. A expectativa é que a empresa vencedora do processo seja conhecida dentro de um mês.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Texto: Mariana Fontana (Mtb 17.770)
Foto: João Alves (Mtb 17.922)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA