Os trabalhadores dos Correios entrarão em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira a partir das 22h. As ameaças de privatização e demissões, o fechamento de agências e o “desmonte fiscal” da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).

As agências dos Correios de Santa Maria e região irão aderir à greve por tempo indeterminado, segundo informou ao Sistema Medianeira de Rádios o secretário geral do Sindicato da Empresa Brasil de Correios e Telégrafos de Santa Maria e Região, Ernani Menezes. Segundo ele, Santa Maria perderá uma agência dos Correios, sendo que os serviços dos postos de Camobi e do Campus da UFSM serão unificados.

OUÇA A ENTREVISTA COM ERNANI MENEZES

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Com informações do Correio do Povo
Foto: Maiquel Rossauro / Arquivo / A Razão

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA