O secretário de Esportes de Manaus, Fabricio Lima, em entrevista à rádio Medianeira,, pediu desculpas à atleta santa-mariense de jiu-jitsu, Mel Cueto, pelo atraso na liberação do visto e das passagens para Abu Dhabi, onde a lutadora deveria estar participando do Mundial da categoria. Segundo o secretário, o atraso ocorreu devido à demora do governo dos Emirados Árabes na liberação do visto de em trada no país.

No entanto, Fabrício Lima disse que Mel Cueto está com a inscrição e todas as despesas garantidas para a etapa do mundial de 2018 e para o Masters no Rio de Janeiro, que ocorre em novembro. A ida do secretário ao Mundial é cercada de outras situações, como o fato de ter levado a família junto na viagem e de ter cadastrado a assessora de imprensa como fisioterapeuta.

Confira, abaixo, as entrevistas com Mel Cueto e o secretário Fabricio Lima e, no final da matéria, a manifestação da atleta, postada em seu perfil pessoal no Facebook sobre o assunto.

ENTREVISTA MEL CUETO

ENTREVISTA SECRETÁRIO FABRICIO LIMA

A MANIFESTAÇÃO DE MEL CUETO NO FACEBOOK

COMUNICADO IMPORTANTE: Galera, é com uma imensa tristeza e sentimento de impotência que eu venho informar que não vou lutar mais o World Pro em Abudhabi! Fiz rifa para que pudesse custear e disputar a seletiva que aconteceu em Manaus, fiz uma preparação muito intensa( quem convive cmg diariamente acompanhou), perdi 8kgs e graças a deus consegui vencer e conquistar a vaga para a seleção brasileira de jiu jitsu que teria como premiação: kit de viajem composto por: passagem, inscrição, alimentação e hospedagem. O que aconteceu? Ninguém sabe ao certo! Meus documentos foram enviados com bastante antecedência, fiquei correndo atras dos responsáveis por dias e eles só enrolavam e não sabiam me informar nada, apenas alegavam que iam ver a situação.. Ontem, domingo dia 16/04 (feriado de Páscoa) eu ainda nao havia recebido visto e nem muito menos a passagem, sendo que já estava programada para fazer a pesagem hoje 17/04 e lutar 18/04 Ou seja, menos de 24hrs antes do horário que já seria para eu estar em Abudhabi, eu ainda estava no Brasil, sem passagem, sem visto, abalada psicologicamente devido ao fato de estar indo disputar o campeonato mais importante da minha vida e que alem do mais é do outro lado do mundo e a unica coisa de concreto nisso tudo, era a minha vontade.. isso é no mínimo uma baita falta de respeito com os atletas, visto que tiveram outros atletas que também foram prejudicados nessa sujeira toda.. que suaram para conquistar seus sonhos e tiveram eles interrompidos por pessoas gananciosas que não tem um pingo de bom senso. Espero que os responsáveis arquem com suas consequências.. e eu? Nao desisto! Minha parte eu fiz e eu vou seguir fazendo.. quando as coisas fogem das nossas mãos temos que agradecer a deus e aceitar os livramentos que ele nos da!! Desculpa ao pessoal que estava na torcida, eu não pude fazer nada! ” deus fecha uma janela e abrduas portas.. “

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Foto: Perfil Pessoal / Facebook / Mel Cueto

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA