Por unanimidade os vereadores de Santa Maria mantiveram o veto do Executivo ao projeto de lei, que dispõe sobre a contratação de vigilância armada 24 horas nas agências bancárias públicas e privadas e nas cooperativas de crédito da cidade.

O vereador Jorge Trindade (Rede), autor do projeto vetado, destacou a magnitude da proposição e que irá trabalhar, em conjunto com os demais parlamentares, para que proposta semelhante e sem vícios seja aprovada.

Jorjão explicou que, antes da votação, os vereadores se reuniram com representantes do Sindicato dos Vigilantes para explicar a necessidade de formação de uma Comissão Especial com objetivo de buscar soluções para necessidade dos guardas particulares nas instituições bancárias do município.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Com informações da Câmara de Vereadores
Foto: Gabriel Haesbaert / Arquivo / A Razão

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA