Uma relatora da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) esteve em Santa Maria na tarde desta sexta-feira (17). A relatora dos projetos da Unesco no Rio Grande do Sul, Sueli Matos, veio à cidade apresentar o Programa de Escolas Associadas (PEA) da organização e incentivar e orientar que mais escolas da rede municipal participem do projeto para garantir o certificado. Em fevereiro deste ano, a Escola Municipal de Educação Infantil Borges de Medeiros foi a primeira da região Centro a ganhar este reconhecimento.

Além de apresentar o projeto, a relatora aproveitou para pegar a assinatura da Carta de Ciência, da Secretaria de Educação, confirmando que a Prefeitura trabalhará junto às escolas e está ciente do reconhecimento da Borges de Medeiros e, também, da EMEF Perpétuo Socorro – que é candidata a receber o certificado da organização.

A diretora da EMEI Birges de Medeiros, professora Gilselene Alves, falou em entrevista para a Rádio Medianeira, sobre o projeto da instituição, que recebeu o reconhecimento da Unesco.

DIRETORA DA EMEI BORGES DE MEDEIROS FALA SOBRE RECONHECIMENTO DA UNESCO

Está previsto para setembro, em Foz do Iguaçu, no Paraná, uma cerimônia, onde a Borges de Medeiros receberá oficialmente a certificação da Unesco. Para participar do projeto, a escola precisa trabalhar quatro eixos temáticos: Problemas mundiais, sustentabilidade, cultura de paz e intercâmbio cultural.

Sueli explicou à futura secretária de Educação, Lucia Madruga, e a secretária interina, Maria Goretti Rocha Farias, como funcionam os relatórios para escolas participarem do programa, além de detalhar os trâmites para que as instituições recebem o selo da organização mundial.

“No Brasil, somente 300 escolas são certificadas, inclusive uma de Santa Maria, a única da região centro”, destacou Sueli.

Conforme Lucia Madruga, a Secretaria irá trabalhar para consolidar os projetos em andamento. “Vamos atuar para que outras escolas possam participar. Aproveitamos para visualizar outras ações que possam trazer benefícios para a educação do Município”, destaca a professora.

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Texto: Maurício Araujo (Mtb 17.781)

Fotos: Divulgação / EMEI Borges de Medeiros

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA