HOMICÍDIO

Foi identificada a vítima do 12º homicídio do ano em Santa Maria. Trata-se de Aurio Silva Correa, de 34 anos. Conforme informou a Rádio Medianeira, ainda no início da manhã de hoje, o crime ocorreu por volta das 7h30, na Rua João de Barro, na Vila Maringá, região Leste da cidade. Aurio foi atingido por seis disparos de arma de fogo no peito e chegou a ser socorrido por familiares e conduzido para atendimento no Hospital Universitário de Santa Maria, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A Polícia Civil investiga o caso e já possui um suspeito do crime: seria um indivíduo, que já teria tentado matar a vítima em outra ocasião.

ROUBO

Cinco indivíduos armados com pistolas, revólveres e uma espingarda invadiram na madrugada desta quinta-feira (16) uma distribuidora de gás, em Camobi. O bando chegou ao estabelecimento, que fica na Rua Maria Calcagno, Bairro Pé-de-Plátano, após a meia-noite. Os bandidos renderam e amarraram o vigia. Do local os bandidos levaram o cofre da empresa, que foi localizado pela Polícia próximo à Subprefeitura do Distrito de Santo Antão. Não há, ainda, informações sobre o paradeiro do bando. O que se sabe é que a investida dos bandidos deu um tremendo prejuízo à quadrilha, pois no interior do cofre roubado, havia apenas café, leite em pó, açúcar, envelopes da empresa e um HD externo. O caso será investigado pela Polícia Civil, aos cuidados da Delegacia Especializada de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas, a Defrec.

APREENSÃO

Investigadores da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), realizaram, na tarde da última terça-feira (14), a apreensão de 150 litros de bebidas alcoólicas em uma residência no Bairro Dores, onde eram promovidas festas particulares. A casa, que fica na Rua José Aita, vinha sendo monitorada pela Polícia, após denúncia de que haveria menores consumindo bebidas alcoólicas e drogas, especialmente nos finais de semana, quando eram realizados bailes funk no local. O dono da casa chegou a ser preso por estelionato, no ano passado, e cumpria pena no regime semiaberto. Ele alegou que os encontros seriam festas de aniversários de parentes. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, é crime vender ou oferecer bebida alcoólica para menores de 18 anos e em caso de condenação, a pena é de dois a quatro anos de prisão e multa de R$ 10 mil. (Com informações do Diário de Santa Maria)

Central de Jornalismo – Fabricio Minussi

Foto: Arquivo / Reprodução

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA