Arrastar agentes públicos para o processo criminal da tragédia da Kiss. Esse é o objetivo principal do pedido que a Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) realiza, nesta quarta-feira (25), à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). O protocolo da ação ocorrerá às 14h, em Porto Alegre, com a presença de familiares das vítimas e sobreviventes do incêndio que matou 242 pessoas na madrugada de 27 de janeiro de 2013.

“Memória e Futuro”: Santa Maria se programa para homenagear às vítimas da tragédia na Boate Kiss

O ato será em frente ao prédio do Instituto dos Arquitetos do Brasil. A associação quer responsabilizar em instância internacional o Município, Bombeiros e o Ministério Público (MP), “por violação dos direitos à vida, integridade física, liberdade e segurança pessoais, honra, proteção à família e garantias e proteção judiciais”. Na próxima sexta-feira (27) completam-se quatro anos da tragédia.

Central de jornalismo – Fabricio Minussi (MTB 11.110)

Foto: Roni Riet / PMSM

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA